Séries e TV

This is Us transforma seu momento mais triste em uma lição sobre amor e família

Série também abriu possibilidades para o futuro
-
Youtube/Reprodução
 - Youtube/Reprodução

[Cuidado com spoilers do episódio especial do Super Bowl]

O Super Bowl é uma data importante para a família Pearson e o evento de 2018 foi o momento escolhido pelo canal NBC para mostrar a cena mais esperada de This is Us: a morte de Jack (Milo Ventimiglia). Porém, apesar dessa carga emocional pesada, o episódio termina de forma positiva e esperançosa para futuro. Sem trilha sonora, o capítulo começa mostrando como a família reage ao descobrir o grande incêndio na casa. Se o episódio anterior focou na destruição do lar e das belas lembranças, aqui há pouco espaço para isso: as cenas são rápidas e enfatizam o perigo da situação.

Apesar disso, o momento é catártico e os personagens reagem como esperado: com desespero, apreensão, medo e, posteriormente, uma grande e profunda tristeza. Para sua cena mais importante, This is Us fez uma escolha que pode ser considerada corajosa, mas faz sentido com a série: ao invés de criar uma despedida grandiosa, ela mostra a morte de Jack da maneira mais natural e possível. E é exatamente isso o que a torna tão dolorosa e relacionável com o público.

Ao longo das temporadas, This is Us construiu Jack como um homem carinhoso, apaixonado pela família e simples. E todas essas qualidades são exaltadas em suas cenas finais, quando salva aqueles que ama, ao mesmo tempo em que continua paciente e ainda oferece palavras de carinho para ajudar todos em uma situação tão difícil. Jack se sacrifica por amor, de uma forma que apenas ele poderia fazer.

Não há como falar desse episódio sem citar a grande atuação de Mandy Moore. Ao saber que perdeu o grande amor de sua vida, Rebecca reage como se tivesse sentido um soco em seu estômago - junto com todos os espectadores. Mas a força que a personagem encontra para engolir sua tristeza e cuidar dos filhos é algo praticamente inimaginável dadas as circunstâncias. Mais poderosa do que qualquer super-herói, ela enfrentou o maior medo de sua vida e encontrou um modo de continuar.

A dor da perda e a superação do luto também são mostrados em Kate, Kevin e Randall, que respondem à pergunta de como é possível continuar após uma dor tão grande, após perder alguém tão único e especial quanto Jack Pearson. Kate encontra em Toby sua força e sua motivação; Kevin finalmente consegue se perdoar e se despedir do pai como nunca fez antes. Randall, o único que não tinha nenhum sentimento de culpa com o acidente, apenas o luto em sua forma mais pura, vê em suas filhas a oportunidade de continuar o legado de seu pai. É assim que Jack continuará vivo: pelo amor e pelas lembranças de sua família.

Vale citar ainda a primeira cena da série que mostra o futuro, protagonizada por Randall e Tess. Com um jogo de cenas certeiro para aumentar a emoção, o seriado abriu portas e mostrou uma forma positiva de continuar sua história. Se o passado já foi resolvido e os flashbacks vão diminuir, nada melhor do que mostrar aos poucos como será o futuro desses personagens. Randall foi o foco dessa vez, mas nada impede que Kate e Kevin sejam os próximos mostrados em uma fase ainda mais madura.

Misturando uma grande dor com superação, This is Us amarrou suas histórias e, da mesma forma que seus protagonistas, encontrou uma forma de seguir em frente após a morte de Jack. Como Rocky Balboa falou uma vez, nada vai bater tão forte quanto a vida, mas o que importa é o quanto você aguenta sem desistir. E a família Pearson não vai desistir de ser feliz tão cedo.

Leia mais sobre This is Us

This Is Us
Estreia em 20/09/16 Produção: 2016
sobre a série

Excelente crítica! Exatamente isso.

Ótima crítica, parabéns.

Eu como pai que sou, é dificil ver a série e não se emocionar a cada epsódio, tudo nela é excelente... Elenco, direção, produção... tudo... E sim, o desfecho do arco do Jack e a sacada para o futuro é fenomenal. ^^

Uma morte totalmente estúpida. Voltar pra pegar um cachorro e pertences pessoais mesmo sabendo o enorme risco de morte que corria. Não estou dizendo que o cachorro não merecia ser salvo mas o dever de pai deveria vir primeiro. Ele tinha três filhos e esposa. Não mostrar o momento da morte e a forma totalmente aleatória que veio foi um grande acerto. Depois da morte "chorosa" do William imaginei que teria um mar de lágrimas no leito do Jack durante a partida. Ele morreu completamente só. Foi impressionante como tudo foi real. E no final fui enganado completamente com a volta da Deja.... Mais um ótimo episódio dessa ótima série.

E que Stallone já participou da série

Essa série merece mais destaque do que tem, excelente demais!

Série que faz vc chorar muito e pensar no verdadeiro sentido da vida. O Amor + Família é = a essa experiência maravilhosa e ensinamentos que essa história nos transmitem. Amo d+ essa série. Nunca tinha chorando assistindo algo , achava que era coisa de Gay. Até o Chuck Norris chora.

Kkk. Foi a critica mais melosa q eu ja li

''Como Rocky Balboa falou uma vez, nada vai bater tão forte quanto a vida, mas o que importa é o quanto você aguenta sem desistir'' Fica mais marcante quando você lembra que ele foi filho do Rocky no 6o filme...

Eu achei que poderiam chocar só mais um pouquinho com a cena tão esperada...

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus